UFPI pesquisa o Impacto Socioeducacional da AMARE

por CEAD / UFPI

Da esquerda à direita: Baltazar Campos, coordenador curso de Pedagogia; Amada Campos, coordenadora de Tutoria de Pedagogia; Marta Moura, professora formadora; Johannes Skorzak, diretor da Amare e Diogenes Rebello, professor de economia da UFPI. 

Com o intuito de analisar as ações educativas da Associação para o Bem-Estar do Menor Carente de Esperantina – AMARE junto a crianças em situação de vulnerabilidade, visando uma produção acadêmica sistematizada sobre as práticas educativas desenvolvidas, pesquisadores do Centro de Educação Aberta e a Distância da Universidade Federal do Piauí (CEAD/UFPI) articulam um projeto de pesquisa em Esperantina-PI. Por conta disso, na manhã do dia 14 de junho de 2019, na Coordenação de Pedagogia do CEAD, se reuniram membros de ambas as instituições.

“O projeto foi apresentado ao Comitê de Ética e, agora, recebemos a aprovação para sua execução. Com a reunião de hoje, estamos redefinindo as ações a serem desenvolvidas em conjunto com a AMARE, que presta há 30 anos, em Esperantina, serviços de grande relevância para crianças em situação de vulnerabilidade, resgatando os aspectos educacionais, morais e afetivos, vendo a educação de uma forma ampla, na busca por colocar na sociedade crianças com um desenvolvimento sadio e pleno de sua cidadania”, destaca Amada Campos, coordenadora de tutoria do Curso de Pedagogia.

O projeto, denominado ‘Ações Educativas da AMARE: fundamentos, práticas e impactos’, analisará os métodos exercidos na instituição, bem como os impactos gerados com a efetivação das ações educativas na comunidade.

“Nossa reunião com o Departamento de Pesquisa da UFPI é para, juntamente com a AMARE, procurar caminhos para tirar o ensino público da inércia a que está sendo condenado muitas vezes, especialmente, nos lugares mais vulneráveis. Constam-nos resultados preliminares que crianças que recebem atenção socioemocional obtêm melhores índices de desempenho escolar e cognição. A ideia é verificar com exatidão cientifica a mudança de avanço escolar e como se respalda essa afirmação”, comenta Johannes Skorzak, diretor executivo da Amare.

AMARE é uma instituição beneficente de assistência social que promove a inclusão social e a equidade de chances com a oferta de oportunidades e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Com o lema: ‘Educar é encantar para a vida’, a instituição possui em sua equipe profissionais de pedagogia, psicologia, assistência social e voluntários de psicopedagogia, odontologia e oftalmologia. Mais informações sobre a instituição podem ser obtidas aqui.

Fonte: CEAD/UFPI