Denúncias (86) 98848-1916

Curta no Facebook

Conheça nosso Instagram

Acesso nossos vídeos

Faça sua doação

Política de Proteção Infantil

Código de Ética e Conduta 

Seja Sócio da Amare

Ética e Diversidade

Por Artur de Paiva

Com a sua missão de promover a transformação social na vida de crianças e adolescentes, AMARE  defende, desde sua fundação, especialmente valores e costumes. Mantendo seriedade e transparência no que faz e comprometida em desenvolver a felicidade e espiritualidade dos usuários de seus serviços, a organização busca fortalecer vínculos e reencantar as crianças para a vida.

Pensando na igualdade de direitos e equidade de chances,  AMARE, criou seu Código de Ética e Conduta a partir de sua missão, valores e visão. Objetivo maior era o compromisso com a representatividade nos seus órgãos decisórios que deve refletir a pluralidade e diversidade da sociedade brasileira sem discriminação de qualquer natureza. Após ter escutado as demandas dos colaboradores por longas semanas, a comissão redatora, sob coordenação de Shirley Machado dos Santos e do professor Artur de Paiva,  apresentou o projeto em Assembleia Extraordinária de Sócios no sábado, dia 4 de junho de 2022. Os sócios apreciaram o projeto em debate  e o aprovaram por unanimidade de votos. O Código de Ética e Conduta da AMARE sela o compromisso da organização em alcançar seus objetivos com responsabilidade social, priorizando a coerência entre o que diz e o que faz.

Em Assembleia Extraordinária, sob a presidência de Isael Lustosa de Castro, os sócios discutiram a reforma do Estatuto e aprovaram o Código de Ética.

Na oportunidade, o Estatuto da AMARE também foi revisto e reformulado após um debate vivo e participativo. O anteprojeto foi elaborado por Eliete de Carvalho Paiva e Johannes Skorzak com base em referencias e legislações atualizadas e passou a conter previsões legais, entre outras, que frisam a diversidade no processo decisório para a constituição da diretoria e também a prevenção contra atos nocivos à administração interna. A criação e reformulação dos documentos visavam, em especial, a enfatizar valores que devem ser praticados pelos que fazem parte da AMARE para que a organização possa exercer o seu papel de farol pela justiça social, inclusão e equidade na sociedade.

Vale lembrar que, no ano passado, AMARE já tinha criado um instrumento de participação democrática ao passar a cogestão da Comissão de Proteção Infantil para os usuários de seus serviços. Leia aqui a matéria sobre a criação da Política de Proteção Infantil.

Clique aqui e conheça o documento na íntegra.